Foto sem descrição

Presidente da CODHAB e secretário de Gestão do Território e Habitação realizam palestra no CAU/SP

O presidente da CODHAB, Gilson Paranhos, irá realizar palestra, nesta quinta-feira (23), no “Seminário ATHIS – Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social: Caminhos do CAU”. No evento, promovido pelo CAU/SP na capital paulista, Paranhos irá apresentar a experiência da Companhia na aplicação da Lei 11.888/08, que prevê assistência técnica gratuita em projetos de arquitetura para famílias com renda de até três salários mínimos.

 

O secretário de Gestão do Território e Habitação do DF (Segeth), Thiago de Andrade, participa do evento ao lado do presidente da CODHAB. Os dois irão mostrar, a arquitetos e urbanistas, estudantes e professores de instituições de ensino superior, como o governo de Brasília é pioneiro na oferta dos serviços de arquitetura para aqueles que não têm condições de pagar.

 

Com dez postos de assistência técnica nas regiões mais carentes do DF, a CODHAB realiza projetos de infraestrutura urbana, construção e melhorias habitacionais. “O fato de o arquiteto estar imerso na comunidade faz toda a diferença. Ele conhece a realidade da região e, assim, suas necessidades mais emergenciais”, explicou Paranhos.

 

As melhorias habitacionais servem para solucionar problemas de salubridade e segurança habitacional, na maioria das vezes em cozinhas e banheiros. O presidente da CODHAB explica que é muito comum, por conta da autoconstrução, essas moradias carecerem de luz natural e ventilação, o que é resolvido com a ajuda de um profissional. “Com o projeto adequado, conseguimos dar mais qualidade de vida a essas famílias”.

 

Até o momento foram realizadas cerca de 100 obras de melhorias habitacionais e a expectativa é que sejam realizadas mais 1.900 até o fim de 2018. O auxílio técnico é colocado em prática depois de a CODHAB escolher e credenciar as empresas responsáveis pelas reformas nas residências, o que ocorre por meio de licitação. Atualmente a empresa vencedora recebe, por projeto, R$ 13.500,00 para realizar as melhorias.

VOLTAR AO TOPO