Foto sem descrição

Projeto Ações Urbanas Comunitárias completa dois anos de atuação

Transformar com baixo custo os espaços urbanos e fortalecer a relação entre governo e sociedade. Esse é o objetivo do projeto Ações Urbanas Comunitárias, desenvolvido pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (CODHAB-DF), e que completou dois anos neste mês.

Com plantio de mudas, revitalização de praças, pintura de painéis artísticos e de fachadas, o projeto possibilitou que espaços públicos antes abandonados se tornassem locais bonitos e agradáveis para a convivência da comunidade.

Até o momento, foram promovidas 58 Ações pela Companhia, mas a meta é atingir 100 até dezembro de 2018. “Muito mais que números, o projeto possibilitou qualidade de vida para a população”, disse o diretor de Assistência Técnica (DIATE) da CODHAB, Carlos Nogueira. Ele destacou também que a Ação é um triunfo tanto para a comunidade quanto para o Estado, que juntos, qualificam o ambiente público.

Durante esses dois anos, o projeto garantiu a limpeza urbana, preservação do ambiente e apropriação do espaço público. “É importante os moradores saberem que devem aproveitar o espaço destinado a eles. Com a transformação do ambiente, as Ações Urbanas chamaram atenção para isso, possibilitando que a comunidade utilize um lugar bonito e limpo para o lazer”, pontuou o diretor.

Início do projeto

No dia 24 de outubro de 2015, foi realizada a 1ª intervenção urbana, no Sol Nascente, em Ceilândia, visando à melhoria do local e influenciando no cuidado comunitário das áreas comuns. De lá pra cá, o projeto só tem crescido e busca atingir o máximo de pessoas, locais e realidades.

Desde sua criação, as Ações beneficiaram cerca de 19 mil pessoas, direta e indiretamente. Até hoje 43 painéis artísticos foram pintados, 440 fachadas foram renovadas e 116 ruas em dez cidades do DF foram transformadas.

 

VOLTAR AO TOPO