Obras do Parque do Riacho devem terminar até Julho

Previsão é entregar 1.008 apartamentos do conjunto habitacional ainda em Abril

O 55º aniversário de Brasília deverá ser especialmente memorável para algumas famílias do Distrito Federal. Até a data, deverão ser entregues 1.008 apartamentos do Residencial Parque do Riacho, no Riacho Fundo II. O empreendimento é uma parceria do Programa Morar Bem, do governo distrital, com o Minha Casa, Minha Vida, do Executivo federal.

Para que as unidades sejam entregues até 21 de abril, as empresas responsáveis pelas obras precisam de uma trégua nas recentes chuvas. Caso contrário, ficará prejudicada a conclusão de serviços como a terraplenagem das vias de acesso aos edifícios.

O Residencial Parque do Riacho conta com 5.904 unidades habitacionais, das quais 1.440 foram entregues ainda no ano passado. O prazo para a conclusão das obras, que começaram em 2013, é de 28 meses — ou seja, até outubro deste ano —, mas a previsão da construtora é que tudo esteja pronto até julho.

Os apartamentos são de dois ou três quartos, com 49,7 e 60,7 metros quadrados de área, respectivamente. As moradias estão divididas em 42 condomínios cercados e com infraestrutura e acessos independentes, espalhados por uma faixa de cerca de nove quilômetros na DF-001, entre o trevo de Samambaia e o balão do Gama.

Vistoria
O governador Rodrigo Rollemberg esteve no local na manhã de hoje (8) e vistoriou as obras na companhia do secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade, e do administrador regional do Riacho Fundo II, Francisco Vicemar Medeiros, além de representantes das empresas executoras das obras.

Segundo o governador, o empréstimo de R$ 500 milhões obtido com o Banco do Brasil em 29 de janeiro prevê recursos para a infraestrutura do conjunto habitacional, o que permitirá a entrega de todas as unidades dentro do prazo. "Teremos o desafio de licitar as áreas comerciais previstas e dotar essa comunidade de equipamentos públicos, para garantir moradia com qualidade de vida", ressaltou Rollemberg.

Equipamentos culturais e esportivos
No fim da manhã, o governador visitou o Centro das Artes e Esportes Unificados da avenida principal do Recanto das Emas. O local reúne equipamentos como teatro, biblioteca, quadra poliesportiva, pista de skate e playground, mas ainda precisa de pequenos ajustes para ser entregue em definitivo à população. Faltam detalhes de acabamento, segurança, combate a incêndio e sinalização, estimados em cerca de R$ 250 mil.

"A população já se apropriou da parte externa", constatou Rollemberg diante da pista onde alguns jovens ensaiavam manobras no skate. "Só faltam algumas obras de infraestrutura para que os demais espaços internos também sejam utilizados pela comunidade. É o que vamos tentar fazer o mais rápido possível", complementou o governador.

(Fonte: Agência Brasília)

VOLTAR AO TOPO