Foto sem descrição

Falta menos de um mês para terminar a atualização cadastral

Até agora 56.019 habilitados da lista da CODHAB já fizeram a atualização cadastral. O procedimento, uma exigência do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, que assinou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Companhia, pretende corrigir distorções e dar mais transparência à relação de candidatos à moradia no DF.

Em cruzamento de dados com a Secretaria de Fazenda, cartórios e um sistema de óbitos, a CODHAB detectou que pelo menos 11 mil pessoas apresentavam inconsistências nas informações prestadas. “Essas pessoas estão tendo a oportunidade de corrigir isso, apresentando a documentação requerida. Mas é importante frisar que o prazo para a atualização cadastral se encerra no próximo dia 3 de julho”, alertou o diretor Imobiliário da CODHAB, Jorge Gutierrez.

Cerca de 85 mil pessoas ainda não fizeram suas atualizações. Depois do dia 3 de julho, uma nova lista será disponibilizada no site da Companhia. A relação contará apenas com os candidatos que realizaram a atualização e apresentaram todos os documentos exigidos. Esses habilitados serão repontuados e contarão com uma nova classificação.

Aqueles que não conseguirem atualizar seus dados pelo aplicativo e nem pela página da CODHAB podem fazer um agendamento pelo telefone 156 (ou pelo próprio site) para serem atendidos em um dos dez postos de Assistência Técnica da Companhia: Sol Nascente Trecho 1, Sol Nascente Trecho 2, Sol Nascente Trecho 3 e Pôr do Sol, na Ceilândia; Vila Cauhy, no Núcleo Bandeirante; Santa Luzia, na Estrutural; Vila São José, em Brazlândia; Porto Rico, em Santa Maria; Residencial Vitória, em São Sebastião; e Engenho Velho, na Fercal.

Nesses locais, servidores estarão disponíveis, das 10h às 16h, de segunda a sexta-feira, para esclarecer dúvidas e ajudar os habilitados a realizar a atualização. Mas, de acordo com Gutierrez, não haverá equipamento disponível para isso. “O habilitado precisa levar seu aparelho celular. Lá no posto ele será orientado sobre como usar o aplicativo ou o site e fazer a atualização”, explicou.

O posto de atendimento da 112 sul, destinado a pessoas com deficiência e idosos, permanece em funcionamento também para auxiliar as pessoas a fazerem suas atualizações. 

 

VOLTAR AO TOPO