Foto sem descrição

CODHAB lança revista sobre concursos públicos para contratação de projetos

Ideia é divulgar experiência ainda nova no País. Conteúdo está on-line no site da companhia. A modalidade de concurso público para a contratação de projetos garante ao processo mais lisura, segurança e até possível economia. É o que defende o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), Gilson Paranhos. Para dar maior publicidade à medida, a empresa pública lança oficialmente, nesta sexta-feira (23), a primeira revista eletrônica sobre o assunto.

O conteúdo, com textos que explicam o passo a passo e os principais benefícios da modalidade, tem a participação, além do diretor-presidente, de técnicos da Codhab, de envolvidos na gestão dos concursos e de especialistas no assunto. A ideia é que a publicação sirva não apenas como ferramenta de transparência — já que terá informações sobre todos os concursos da companhia —, mas também oriente outros interessados em usar o método.

“Essa revista relata a experiência da Codhab, exitosa em todo o mundo, mas ainda nova para o Brasil. Queremos que outros órgãos públicos do País entendam e utilizem esses conhecimentos”, resume Paranhos, ao relatar que já foi chamado para levar os feitos da companhia a estados como Belém, Paraíba e Pernambuco.    

A contratação de projetos por meio de concurso público está prevista na Lei nº 8.666, de 1993, como a preferencial. Segundo o diretor-presidente, além disso, esse tipo de método é mais democrático e garante mais qualidade à obra. Isso porque a quantidade de opções inscritas é bem maior do que em uma licitação usual. “Enquanto na licitação você tem quatro ou cinco concorrentes, no concurso recebemos mais de cem propostas.”

Revista disponível no site da Codhab

A revista está disponível no site da Codhab, na aba Imprensa. O conteúdo será atualizado constantemente, na medida em que forem surgindo concursos. A princípio, existem informações sobre quatro concursos já finalizados. Um para escolher a nova marca do órgão e outros três para definir o projeto de um centro de ensino infantil, um centro de ensino fundamental e uma unidade básica de saúde para o Parque do Riacho, no Riacho Fundo II.

A revista traz fotos grandes dos projetos vencedores e do segundo e terceiro lugar em cada categoria, além de um breve histórico sobre cada trabalho. Mais ao fim, com ilustrações menores, são destacadas outras propostas enviadas.

O conteúdo, a diagramação e a revisão foram feitos pela equipe da empresa pública, sem custo extra para o governo, em cerca de cinco meses. Agora, o grupo trabalha na construção de um segundo exemplar, sobre assistência técnica para famílias de baixa renda, outra novidade implementada pela Codhab neste governo.  A segunda edição não tem data definida para lançamento.

 

Fonte: Agência Brasília

VOLTAR AO TOPO