​CODHAB celebra oito anos neste sábado

Amanhã (26), a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito federal (CODHAB-DF) completa oito anos. A Companhia atua com serviços e programas com foco no desenvolvimento das funções econômicas e sociais da população de baixa renda. Um exemplo disso é o Morar Bem, programa do Distrito Federal, vinculado ao Minha Casa, Minha Vida do executivo federal, que levou não só moradias às pessoas, mas também a realização do sonho da casa própria.

Esse ano, a Companhia implantou cinco postos de assistência técnica destinados a melhorias habitacionais. O objetivo é garantir às famílias de baixa renda assistência técnica especializada e gratuita nas áreas de arquitetura, urbanismo e engenharia para projetos de construções e melhorias de habitação em áreas de interesse social.

Só em 2015, a CODHAB entregou 2.524 unidades habitacionais, sendo 56 em Samambaia, 84 em Santa Maria e 2.384 no Riacho Fundo II. Além disso, a Companhia já possui 7.281 outras obras em andamento. Dessas, 6.719 têm previsão de entrega até dezembro deste ano. São 222 unidades habitacionais em Samambaia, 2.080 no Riacho Fundo II, 4.384 no Paranoá e 33 em Sobradinho II.

Para 2016, estão previstas mais 562 habitações em Samambaia. Segundo o Diretor-Presidente da CODHAB, Gilson Paranhos, a ideia é contemplar, até 2018, aproximadamente 40 mil famílias que sonham com a casa própria.

Distribuição
E para dar maior transparência ao processo de aquisição das unidades habitacionais em construção, a CODHAB disponibilizou as listas de habilitados no programa habitacional no portal da Companhia. Para o dirigente da CODHAB, Gilson Paranhos, a Companhia vem dando o seu melhor para proporcionar dignidade às pessoas de baixa renda. "A demanda por habitações é muito grande, mas não desistimos de realizar o sonho de cada uma dessas pessoas. O compromisso da CODHAB é prover habitação de qualidade, com cidadania", destacou.

Atendimento
Uma das principais conquistas realizadas pela CODHAB este ano foi a reformulação do sistema de atendimento. Com a mudanças implementadas, a CODHAB passou a atender via sistema eletrônico e presencial, cerca de 28 mil pessoas por mês, eliminando as antigas filas. De acordo com o dirigente, "essa medida deu mais dignidade às pessoas, que muitas vezes tinham de dormir na fila ou ainda passavam horas esperando." Agora o atendimento ocorre com hora marcada.

VOLTAR AO TOPO