Foto sem descrição

Assistência técnica da CODHAB promove mais melhorias habitacionais

Neste último dia das mães,  Maria Aparecida , mãe de Ruben Cauzin, ganhou um presente diferente. Além da casa que recebeu no Recanto das Emas, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (CODHAB-DF) entregou um projeto de reforma com as adaptações necessárias às condições de Ruben. O projeto foi feito por meio da assistência técnica gratuita oferecida pela Companhia.

 

Dentre as adaptações, estão portas e corredores mais largos e banheiros mais espaçosos, todos dentro do projeto de acessibilidade. A estrutura base da casa, que tem 105 metros quadrados, se mantém quase intacta, porém, os ambientes estão recebendo novas funções para que haja uma maior interatividade entre os cômodos, facilitando o deslocamento de Ruben.

 

Conheça a história de Ruben Cauzin.

 

Ruben Cauzin Rivera,  aos 28 anos, era um jovem  cheio de vida,  que tinha  o próprio negócio e grandes perspectivas, entretanto, em maio de 2011 a vida dele teve uma triste mudança. Ao ser vítima de um assalto, Ruben levou um tiro que atingiu o tórax e ele teve de passar por uma cirurgia de emergência.

 

Após o procedimento, foi informado à mãe do jovem que ele estava bem e que ele deveria apenas se recuperar, mas devido à complicações o quadro piorou e foi diagnosticado que ele havia ficado tetraplégico, com problemas mentais e de fala. Maria Aparecida foi obrigada a vender todos os bens da família para quitar as dívidas hospitalares.

 

O jovem foi transferido para o Hospital de Apoio de Brasília (HAB), onde recebeu os cuidados necessários à sua nova condição física e mental e dona Maria recebeu treinamento  da equipe multiprofissional de reabilitação. Em outubro do mesmo ano, Ruben recebeu alta mas já não tinha para onde ir porque a família não tinha mais recursos  e nem moradia. Desde então Ruben e dona Maria residem no HAB.

 

Projetos entregues


Assim como o projeto de Ruben Cauzin, os postos de assistência técnica da CODHAB já entregaram 5 projetos, sendo que 1 já está em execução, e outros 5 estão em andamento. Os problemas mais encontrados pelos arquitetos são de estrutura e insalubridade, como ventilação, iluminação e umidade.  Além dos projetos individuais, a assistência técnica elabora projetos e promove ações para melhorias das áreas de regularização de interesse social (Aris).

Ruben Cauzin

VOLTAR AO TOPO