Foto sem descrição

II encontro do Projetos Transversais apresenta o trabalho feito pelo governo e escritórios de arquitetura

Aproximar o poder público e o setor privado por meio da experiência em assistência técnica gratuita, foi assim o II encontro do Projetos Transversais promovido pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (CODHAB-DF), na noite de ontem (8). Participaram arquitetos de vários  escritórios de Brasília, além de membros do governo.    

 

O evento abordou a atuação pioneira na aplicação da lei 11.888/08. Com dez postos de assistência técnica nas regiões mais carentes do DF, as equipes de arquitetos e urbanistas desenvolvem projetos de infraestrutura urbana de acordo com as necessidades da comunidade, além de realizar projetos de construção e melhorias habitacionais.

 

O presidente da CODHAB, Gilson Paranhos, falou das dificuldades encontradas e das realizações que o trabalho tem trazido. “ É emocionante ver a transformação que tem a vida das pessoas. Nós começamos um trabalho e vemos que as famílias dão continuidade, para ter a casa dos sonhos”, falou entusiasmado.

 

Com o Projeto Transversais a assistência técnica realizada pela Companhia recebeu reforço de cinco escritórios de arquitetura,  que doaram 20 projetos de melhorias habitacionais para casas do Sol Nascente e , QNR, na Ceilândia,  Porto Rico, em Santa Maria, e Estrutural. As propostas visam melhorar problemas estruturais, tais como vazamentos, instalação de caixa d’água, aplicação de pisos e revestimentos, ventilação e iluminação, reforço de estrutura, a garantir mais segurança, e outras soluções que geram conforto para o morador.

 

Bruno Campos, arquiteto e urbanista do escritório Mooca, que participou desta primeira etapa, comemora o efeito do trabalho realizado. “Esse encontro superou a nossa expectativa! Foi a primeira vez que o escritório participou de um projeto desse padrão. É muito gratificante ver como nossa ação ajudou a melhorar a vida de muitas pessoas e por isso ficamos felizes em ver os resultados”, completou.

 

A previsão é que no próximo mês mais 15 escritórios possam participar do Projetos Transversais e já  deem início às visitas nas áreas selecionadas.

 

Encontro Projetos Transversais

VOLTAR AO TOPO